Junho 15, 2024

Direito de Trânsito

Advogado DR ADAM OAB/SP 400.322

Recurso Multa Faixa Ônibus: Guia Completo Art. 184 I

21 min read

Como recorrer multa Art. 184 I – Recurso de multa de trânsito por transitar na faixa ou via exclusiva para ônibus? Receber uma multa nunca é legal, né? Se você foi multado por usar a faixa de ônibus (Art. 184 I), calma! Este guia completo te explica tudo: do significado da lei até como recorrer da multa, passo a passo. Descubra seus direitos, como elaborar uma defesa e aumentar suas chances de sucesso. Prepare-se para se livrar dessa multa e voltar a dirigir tranquilo!

Principais Pontos sobre o Recurso de Multa Faixa Ônibus

  • Entenda seus direitos ao ser multado por andar na faixa de ônibus.
  • Saiba como funciona o processo de recurso da multa.
  • Descubra quais documentos você precisa para recorrer.
  • Verifique os prazos para entrar com o recurso.
  • Aumente suas chances de sucesso com um recurso bem fundamentado.

Entenda a Multa Art. 184 I e Seus Impactos

Você recebeu uma multa pelo Art. 184 I do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e não sabe o que fazer? Calma! Essa é uma situação comum a muitos motoristas. Afinal, transitar em faixas ou vias exclusivas para ônibus é uma infração grave, mas que pode acontecer por diversos motivos. Neste artigo, vamos explicar tudo sobre essa infração: o que diz o CTB, quais as penalidades, como recorrer da multa e evitar esse tipo de situação no futuro. Continue lendo e tire todas as suas dúvidas!

O Que Diz o Código de Trânsito Brasileiro?

O Código de Trânsito Brasileiro é bastante claro ao definir a faixa ou via exclusiva para ônibus como um espaço restrito a esse tipo de veículo, em horários específicos. A sinalização, composta por pinturas e placas, serve para indicar essa restrição aos motoristas. Segundo o Art. 184, inciso I do CTB, transitar na faixa ou via dedicada aos ônibus, nos horários e trechos sinalizados, é considerado uma infração grave.

Pontos na CNH e Valor da Multa

Ao transitar em faixa exclusiva para ônibus, você estará cometendo uma infração de natureza grave. Isso significa que, além de ter que pagar a multa, você também terá pontos adicionados à sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Veja os detalhes:

Infração Natureza Pontos na CNH Valor da Multa
Art. 184 I – Transitar na faixa ou via exclusiva para ônibus Grave 7 pontos R$ 195,23

É importante lembrar que o valor da multa pode variar de acordo com o local e a data da infração.

Como a Multa Art. 184 I Pode Afetar Seu Bolso e Sua Habilitação

As consequências de uma multa por transitar em faixa exclusiva de ônibus vão além do impacto financeiro. Entenda como essa infração pode te prejudicar: Custos Financeiros: O valor da multa pode comprometer o seu orçamento, principalmente se você depender do carro para trabalhar ou realizar outras atividades importantes. Limite de Pontos na CNH: Acumular pontos na CNH pode levar à suspensão do seu direito de dirigir. Com 20 pontos ou mais em 12 meses, você terá que passar por um processo de suspensão, que pode durar de 6 meses a 1 ano. Imagine o transtorno de ficar sem poder dirigir por tanto tempo! Dificuldade em Contratar Seguro Automotivo: As seguradoras consideram o histórico de multas do motorista na hora de calcular o valor do seguro. Motoristas com histórico de infrações, especialmente as graves, tendem a pagar mais caro pelo seguro ou até mesmo ter dificuldades em encontrar uma seguradora disposta a oferecer cobertura. Desvalorização do Veículo: Em alguns casos, ter multas no histórico do veículo pode dificultar sua venda ou diminuir seu valor de mercado. Entender a gravidade da multa por transitar em faixa exclusiva para ônibus é fundamental para que você possa dirigir com mais atenção e evitar esse tipo de infração.

Como Recorrer da Multa Art. 184 I – Recurso de Multa de Trânsito por Transitar na Faixa ou Via Exclusiva para Ônibus

Receber uma multa nunca é agradável, mas é importante saber que você tem o direito de recorrer da autuação. Se você acredita ter sido injustiçado ou se há algum erro na notificação, é possível apresentar um recurso para tentar cancelar a penalidade. Antes de iniciar o processo de recurso, é fundamental analisar a notificação da multa com atenção. Verifique: Dados do Veículo: Certifique-se de que a placa, marca e modelo do veículo correspondem ao seu. Data e Local da Infração: Confira se você realmente estava no local indicado na data e hora mencionados. Descrição da Infração: Leia atentamente a descrição da infração para ter certeza de que você entendeu o motivo da autuação.Com a notificação em mãos e a certeza de que você deseja recorrer, o próximo passo é reunir as provas que podem fortalecer a sua defesa. As provas podem ser: Fotografias: Fotos nítidas do local da infração, mostrando a sinalização (ou a falta dela) podem ser úteis para contestar a autuação. Testemunhas: Caso haja alguém que possa confirmar a sua versão da história, como um passageiro no veículo, você pode solicitar que a pessoa escreva uma declaração e assine em cartório. Imagens de Câmeras de Segurança: Se a infração tiver ocorrido em um local com câmeras de segurança, você pode solicitar as filmagens para verificar se comprovam ou não a infração.Com as provas em mãos, é hora de elaborar o seu recurso. A defesa deve ser clara, objetiva e bem fundamentada, com base na legislação de trânsito e nas provas que você coletou. É fundamental que você esteja ciente dos prazos para entrar com o recurso. Geralmente, você tem um prazo de 15 dias a partir do recebimento da notificação para entrar com a defesa prévia e 30 dias a partir do recebimento da notificação de imposição de penalidade para entrar com o recurso em primeira instância.Lembre-se de que recorrer de uma multa de trânsito exige tempo, atenção e conhecimento da legislação. Se você se sentir inseguro para realizar esse processo sozinho, buscar ajuda de um profissional especializado em direito de trânsito pode ser a melhor opção.

Você Foi Multado Injustamente? Saiba Seus Direitos!

Dirigir em cidades movimentadas como a nossa exige atenção constante às regras de trânsito. Entre elas, a proibição de transitar em faixas ou vias exclusivas para ônibus é fundamental para o bom funcionamento do transporte público. No entanto, imprevistos acontecem, e você pode se deparar com uma multa inesperada por infringir o Artigo 184 I do Código de Trânsito Brasileiro, mesmo sem ter a intenção de cometê-la. Se isso aconteceu com você, respire fundo! Este artigo é seu guia completo para entender seus direitos e aprender como recorrer dessa multa.

Situações em Que o Recurso Pode ser Aplicado

Antes de tudo, é importante saber que recorrer de uma multa é um direito seu, garantido por lei. Existem diversas situações em que recorrer da multa por transitar em faixa exclusiva de ônibus é possível, principalmente quando você acredita que a multa foi aplicada injustamente. Veja alguns exemplos: Sinalização inadequada ou inexistente: Imagine a cena: você está dirigindo em uma via que nunca utilizou antes e, de repente, se depara com um ônibus parado na sua frente. Você precisa mudar de faixa, mas já é tarde demais – você recebe a notificação de multa por transitar na faixa exclusiva. Se a sinalização da faixa de ônibus não estava visível ou era insuficiente, você pode recorrer. Obras ou desvios mal sinalizados: Obras e desvios são comuns nas cidades, mas a sinalização confusa pode te levar a cometer uma infração sem querer. Se você foi multado por entrar na faixa de ônibus devido a um desvio mal sinalizado, por exemplo, você tem motivos para recorrer. Situações de emergência: Em situações de emergência, como um problema de saúde do motorista ou passageiro, a necessidade de desviar para a faixa de ônibus pode ser justificada. Nesses casos, é crucial reunir documentos que comprovem a emergência. Falha mecânica no veículo: Um carro quebrando no meio da rua nunca é uma situação agradável, e se isso acontecer enquanto você está na faixa exclusiva de ônibus, pode gerar uma multa. Mas, se você puder provar que a falha mecânica te obrigou a parar na faixa exclusiva, o recurso da multa tem grandes chances de ser aceito.Vale lembrar que cada caso é único, e a análise das circunstâncias da infração é fundamental para determinar a viabilidade do recurso.

Documentos Essenciais Para Recorrer da Multa Art. 184 I

Se você se identificou com alguma das situações acima, é hora de preparar a documentação para entrar com o recurso. A organização dos documentos é fundamental para aumentar as chances de sucesso do seu recurso. Veja a seguir quais documentos você precisa ter em mãos:

Documento Descrição
Notificação de Autuação É o documento que você recebeu informando sobre a multa. Ele contém informações importantes sobre a infração, como data, hora, local e o artigo infringido.
CNH (Carteira Nacional de Habilitação) Cópia da sua CNH ou qualquer outro documento que comprove sua identificação como condutor do veículo no momento da infração.
CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo) Cópia do CRLV do veículo multado, atualizado e dentro da validade.
Comprovantes de Residência Cópia de um comprovante de residência recente em seu nome (conta de luz, água, telefone, etc.).
Formulário de Defesa Prévia ou Recurso Disponível no site do órgão de trânsito que aplicou a multa, esse formulário é onde você irá apresentar seus argumentos de defesa.
Provas e Documentos Adicionais Fotos, vídeos, depoimentos de testemunhas, ou qualquer outro documento que possa fortalecer sua defesa, como laudos médicos em caso de emergência, ou relatórios mecânicos, caso a infração tenha ocorrido por falha no veículo.

Como Provar Que Você Não Cometeu a Infração

Agora que você já sabe quais documentos reunir, é hora de entender como usá-los para fortalecer sua defesa. Lembrando que quanto mais provas você apresentar, maiores serão as chances de sucesso do seu recurso! Fotografias: Tire fotos da sinalização da via onde ocorreu a infração. Se possível, faça imagens de diferentes ângulos para comprovar a sinalização ruim, a falta de visibilidade ou a sinalização incorreta. Vídeos: Se você possui uma câmera veicular (dashcam), o vídeo gravado no momento da infração pode ser uma prova valiosa. O vídeo pode mostrar a situação do trânsito, a sinalização da via e outros detalhes relevantes para sua defesa. Testemunhas: Caso haja outras pessoas que testemunharam a situação, peça para que escrevam um depoimento relatando o que viram e assinem o documento. Testemunhas imparciais, como pedestres ou motoristas de outros veículos, podem fortalecer ainda mais a sua versão dos fatos. Laudos e Relatórios: Em situações de emergência médica, junte laudos e relatórios médicos que comprovem a necessidade de você transitar na faixa exclusiva de ônibus. Se a infração foi causada por uma falha mecânica, apresente relatórios de oficinas mecânicas que comprovem o problema no seu veículo.Lembre-se que a clareza e a objetividade são essenciais na hora de apresentar seus argumentos. Explique de forma concisa o ocorrido e como as provas que você reuniu demonstram que a multa foi aplicada injustamente.

Como Recorrer da Multa Art. 184 I – Recurso de Multa de Trânsito por Transitar na Faixa ou Via Exclusiva para Ônibus

Você recebeu uma multa por transitar na faixa ou via exclusiva de ônibus, aquela famosa infração do Artigo 184 I do Código de Trânsito Brasileiro (CTB)? Calma, você não está sozinho! Essa é uma situação bem comum, mas que pode gerar muitas dúvidas e, claro, um rombo no seu orçamento.

A boa notícia é que você pode, sim, recorrer dessa multa e, quem sabe, até conseguir cancelá-la. Para te ajudar nessa missão, preparamos um guia completo, passo a passo, com tudo o que você precisa saber para elaborar a sua defesa e aumentar suas chances de sucesso. Vamos lá?

Passo a Passo Para Recorrer da Multa Art. 184 I: Do Recurso à Defesa Prévia

Antes de colocar a mão na massa, é importante entender como funciona o processo de recurso de multa. No Brasil, você tem direito a um processo administrativo, em que pode apresentar sua defesa em diferentes etapas.

  1. Notificação de Autuação: O primeiro passo é a notificação, um aviso que você recebe informando sobre a multa. Nela, constam dados importantes, como a data, o horário e o local da infração, além da descrição da infração e a punição prevista. É essencial conferir todas as informações com atenção, pois qualquer erro pode ser usado a seu favor no recurso.

  2. Defesa Prévia: Após receber a notificação, você tem um prazo para apresentar a sua defesa prévia. Essa é a primeira chance de contestar a multa, antes mesmo da aplicação da penalidade.

  3. Notificação de Penalidade: Caso a sua defesa prévia seja negada, você receberá uma nova notificação, a de penalidade. Nessa fase, a multa já está confirmada e você será informado sobre a pontuação na CNH e o valor a ser pago.

  4. Recurso em Primeira Instância (JARI): Se você discordar da decisão da autoridade de trânsito, pode recorrer em primeira instância para a JARI (Junta Administrativa de Recursos de Infrações).

  5. Recurso em Segunda Instância (CETRAN): Caso o recurso em primeira instância seja indeferido, você ainda pode recorrer em segunda instância ao CETRAN (Conselho Estadual de Trânsito).

Prazos e Recursos: Não Perca o Timing!

Fique atento aos prazos! Cada etapa do processo de recurso possui um prazo específico, que deve ser rigorosamente cumprido. Perder o prazo significa perder a oportunidade de se defender e a multa será considerada válida.

Para te ajudar a não perder nenhum prazo, confira a tabela abaixo:

Fase Prazo
Defesa Prévia Geralmente, de 15 a 30 dias após o recebimento da Notificação de Autuação (verifique o prazo na notificação).
Recurso em Primeira Instância (JARI) 30 dias após o recebimento da Notificação de Penalidade.
Recurso em Segunda Instância (CETRAN) 30 dias após o recebimento da decisão da JARI.

Elaborando Sua Defesa: Dicas e Modelos

Chegou a hora de arregaçar as mangas e preparar a sua defesa! Lembre-se que um recurso bem elaborado e fundamentado tem mais chances de sucesso. Para te guiar nesse processo, separamos algumas dicas e modelos que podem ser úteis:

1. Argumentos Consistentes:

  • Erro na Sinalização: A sinalização da via exclusiva de ônibus era clara e visível? Se a sinalização estivesse inadequada, você pode usar isso como argumento na sua defesa.
  • Motivos de Força Maior: Você teve algum imprevisto que o obrigou a entrar na faixa exclusiva, como um acidente ou uma emergência médica? Junte provas que comprovem a situação!
  • Erro na Identificação do Veículo: Verifique atentamente os dados do seu veículo na notificação. Qualquer erro na placa, modelo ou cor pode ser usado como argumento para invalidar a multa.

2. Documentos: Seus Aliados na Defesa:

  • Fotografias e Vídeos: Imagens valem mais que mil palavras! Se possível, tire fotos ou faça vídeos do local da infração, mostrando a sinalização e as condições da via.
  • Testemunhas: Alguém presenciou a situação e pode confirmar a sua versão? Inclua o contato das testemunhas no seu recurso.
  • Relatórios e Laudos: Em caso de problemas mecânicos ou acidentes, junte relatórios mecânicos, boletins de ocorrência ou laudos médicos que comprovem a sua versão.

3. Modelo de Recurso:

Para te ajudar a estruturar o seu recurso, elaboramos um modelo básico que você pode adaptar para o seu caso:

[Seu Nome Completo][Seu CPF][Seu Endereço Completo]

[Nome do Órgão de Trânsito][Endereço do Órgão de Trânsito]

Assunto: Recurso de Multa – Art. 184 I do CTB

[Número da Notificação de Autuação/Penalidade]

Prezados Senhores,

Venho, por meio deste, apresentar recurso contra a aplicação da multa por infração ao Artigo 184 I do CTB, aplicada em [data] no seguinte local: [endereço].

[Apresente, de forma clara e objetiva, os motivos pelos quais você está recorrendo da multa. Use os argumentos que você selecionou e apresente as provas que você reuniu.]

Diante do exposto, solicito a anulação da multa aplicada, por considerar que a mesma é improcedente.

Atenciosamente,

[Sua Assinatura][Seu Nome Completo]

[Data]

Onde Protocolar Seu Recurso: Descomplicando o Processo

Com o recurso pronto, o próximo passo é saber onde protocolá-lo. Você pode entregar o recurso pessoalmente no endereço indicado na notificação ou enviá-lo pelos Correios, via AR (Aviso de Recebimento).

Em alguns casos, você também pode fazer o processo online, através do site do órgão de trânsito responsável pela multa. Vale a pena conferir essa opção, pois é mais prático e rápido.

Lembre-se de guardar cópias de todos os documentos e comprovantes de envio. Eles são importantes para comprovar que você recorreu da multa dentro do prazo.

Justiça Seja Feita: Abordando a JARI e o CETRAN

Você recebeu uma multa por transitar na faixa ou via exclusiva de ônibus (Art. 184 I) e acredita que foi uma injustiça? Calma, nem tudo está perdido! Você tem o direito de recorrer e, quem sabe, até anular essa multa. Mas como fazer isso? É aí que entram a JARI e o CETRAN.

Entenda as Funções da JARI e do CETRAN

Antes de começarmos a falar sobre o recurso em si, é importante que você entenda o papel de cada órgão nesse processo. Pense neles como “tribunais” que vão analisar a sua defesa e decidir se a multa foi aplicada corretamente.

  • JARI (Junta Administrativa de Recursos de Infrações): É a primeira instância para recorrer da sua multa. É como se fosse um “juiz” que vai analisar o seu caso pela primeira vez.
  • CETRAN (Conselho Estadual de Trânsito): Caso você não concorde com a decisão da JARI, pode recorrer ao CETRAN. Ele funciona como um “tribunal superior”, que vai revisar a decisão da JARI.

Imagine que você está jogando um jogo de tabuleiro e surge uma dúvida sobre uma regra. Você pode pedir para alguém que está assistindo (JARI) analisar a situação. Se você não concordar com a interpretação dessa pessoa, pode pedir para o dono do jogo (CETRAN) dar a palavra final.

Como se Preparar Para uma Possível Audiência

Dependendo do caso e da decisão da JARI, você pode ser convocado para uma audiência. É a sua chance de apresentar seus argumentos pessoalmente e convencer os julgadores de que a multa foi aplicada injustamente. Mas como se preparar para esse momento?

  • Organize seus documentos: Tenha em mãos a notificação da multa, fotos, vídeos, comprovantes de endereço, documentos do veículo e tudo que possa comprovar a sua versão da história.
  • Construa uma defesa sólida: Explique de forma clara e objetiva os motivos pelos quais você acredita que a multa é indevida. Se baseie na legislação de trânsito e em provas concretas.
  • Mantenha a calma e a educação: A audiência é um momento formal. Apresente seus argumentos de forma respeitosa e mantenha a calma durante todo o processo.

Pense na audiência como uma apresentação importante. Você precisa ter todos os materiais organizados (documentos), saber exatamente o que vai falar (defesa sólida) e transmitir confiança (calma e educação).

Contratando um Profissional: Quando Vale a Pena?

Você pode conduzir todo o processo de recurso por conta própria, mas em alguns casos, contar com a ajuda de um profissional especializado em direito de trânsito pode ser a melhor opção.

Situação Vale a pena contratar um profissional?
Você se sente inseguro ou não sabe por onde começar. Sim. Um profissional pode te guiar durante todo o processo e te ajudar a construir uma defesa sólida.
A multa é de valor alto ou implica na perda da CNH. Sim. As consequências de uma possível derrota são maiores, então o suporte de um especialista pode fazer a diferença.
O caso é complexo e exige conhecimento técnico. Sim. Um profissional saberá interpretar a legislação de trânsito e utilizar os argumentos mais adequados para o seu caso.
Você tem tempo e disponibilidade para lidar com o processo. Talvez não. Se você se sente confortável em conduzir o processo sozinho e tem tempo para se dedicar a isso, pode economizar com honorários advocatícios.

Se você está em dúvida, uma boa dica é consultar um profissional para uma avaliação do seu caso.

Evite Dores de Cabeça: Dicas Essenciais Para o Trânsito

Você já se viu preso no trânsito, sentindo a frustração aumentar a cada minuto? É uma experiência comum, mas existem maneiras de tornar suas viagens mais tranquilas. Continue lendo para descobrir como navegar pelas ruas com mais confiança e evitar multas.

Fique Atento à Sinalização: Faixas Exclusivas

As cidades estão cheias de faixas exclusivas para ônibus, e transitar nelas pode te render uma multa salgada. Mas como saber quando você está entrando em uma? A chave é a atenção! Placas verticais com o desenho de um ônibus indicam o início e o fim dessas faixas. Fique de olho, especialmente em horários de pico, quando o trânsito é mais intenso e a pressa pode te levar a cometer erros.

Dirigindo Com Segurança e Respeito às Leis de Trânsito

Dirigir com segurança é muito mais do que apenas evitar multas, é uma questão de responsabilidade e respeito à sua vida e à de outras pessoas. Quando você respeita as leis de trânsito, está contribuindo para um ambiente mais seguro para todos. E lembre-se: a pressa é inimiga da perfeição, e no trânsito, ela pode ser também inimiga da segurança.

Aplicativos e GPS: Seus Aliados na Prevenção de Multas

No mundo conectado de hoje, você tem à disposição ferramentas poderosas que podem te ajudar a evitar multas: aplicativos e GPS. Essas ferramentas podem te alertar sobre os limites de velocidade, indicar rotas alternativas que evitam faixas exclusivas e até te avisar sobre radares próximos. Utilize a tecnologia a seu favor!

Como Recorrer de Multa Art. 184 I – Recurso de Multa de Trânsito por Transitar na Faixa ou Via Exclusiva para Ônibus

Receber uma multa nunca é agradável, especialmente quando você acredita que ela foi aplicada injustamente. A boa notícia é que você tem o direito de recorrer e, em alguns casos, pode até conseguir cancelá-la.Imagine a seguinte situação: você está dirigindo em uma via com várias faixas e, sem perceber, entra em uma faixa exclusiva para ônibus. De repente, você vê o flash da câmera que registra a infração. É frustrante, não é? Afinal, você não teve a intenção de infringir a lei. É aqui que entra o recurso de multa.

Entendendo a Multa Art. 184 I

O Artigo 184 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) trata das infrações relacionadas à circulação e parada de veículos em locais e horários proibidos. O inciso I, especificamente, aborda a questão de “transitar em local e horário não permitidos pela regulamentação estabelecida pela autoridade competente”. Em outras palavras, se você transitar com seu veículo em uma faixa ou via exclusiva para ônibus em um horário em que ela esteja em funcionamento, você comete uma infração. E essa infração tem um custo: além da multa, você também perde 7 pontos na sua carteira de habilitação.

Quando Você Pode Recorrer da Multa

Você tem o direito de recorrer de qualquer multa de trânsito, mas é importante saber que nem sempre o recurso é bem-sucedido. As chances de sucesso aumentam quando você tem argumentos válidos e provas que sustentem sua defesa.Aqui estão alguns exemplos de situações em que você pode ter argumentos válidos para recorrer da multa por transitar em faixa exclusiva de ônibus:

  • Sinalização inadequada ou inexistente: Se a sinalização da faixa exclusiva não estava visível ou era insuficiente para indicar a restrição de tráfego, você pode usar isso como argumento no seu recurso. É importante, no entanto, ter provas que sustentem sua alegação, como fotos ou vídeos do local.
  • Situação de emergência: Em casos de emergência, como um acidente ou necessidade de socorro médico, você pode ter que desviar para a faixa exclusiva de ônibus. Se você tiver como comprovar a situação de emergência, como um boletim de ocorrência ou atestado médico, suas chances de sucesso no recurso aumentam.
  • Orientação de agente de trânsito: Se você foi orientado por um agente de trânsito a entrar na faixa exclusiva, você pode usar isso como argumento no seu recurso. Guarde o nome e a matrícula do agente, caso seja possível, para fortalecer sua defesa.

Passo a Passo Para Recorrer da Multa

Se você decidir recorrer da multa por transitar em faixa exclusiva de ônibus, precisará seguir alguns passos importantes:1. Junte as provas: Reúna todas as provas que você tiver para fortalecer sua defesa. Fotos, vídeos, testemunhas, documentos que comprovem a situação de emergência – tudo isso pode ser útil.2. Elabore sua defesa: Escreva uma defesa clara e objetiva, explicando os motivos pelos quais você acredita que a multa é injusta. Use as provas que você reuniu para sustentar seus argumentos.3. Protocole o recurso: Você precisará protocolar o recurso dentro do prazo estabelecido na notificação da multa. O recurso pode ser protocolado junto ao órgão de trânsito responsável pela autuação.4. Acompanhe o processo: Após protocolar o recurso, acompanhe o processo junto ao órgão de trânsito. Você será notificado sobre a decisão final.Lembre-se: recorrer de uma multa exige tempo, paciência e atenção aos detalhes. Se você não se sentir seguro para realizar o processo sozinho, busque a ajuda de um profissional especializado em direito de trânsito.

Mantenha-se Informado: Acompanhe o Andamento do Seu Recurso

Você recebeu uma multa por transitar em faixa ou via exclusiva para ônibus (Art. 184 I) e decidiu recorrer. É muito importante que você acompanhe todo o processo do seu recurso. Ficar de olho no andamento te ajuda a saber qual o próximo passo e a data limite para tomar uma atitude, caso seja necessário.

Consultando o Status do Seu Processo Online

Acompanhar seu recurso ficou mais fácil! Você pode verificar o status do seu processo pela internet, sem precisar sair de casa. Geralmente, os sites do DETRAN, do CETRAN ou da JARI da sua região oferecem essa opção. Para consultar o andamento do seu processo, você vai precisar do número do auto de infração. Esse número fica no canto superior direito da sua notificação de multa.

Canais de Comunicação: JARI, CETRAN e DETRAN

Durante o processo do recurso, você pode entrar em contato com os órgãos responsáveis, caso precise esclarecer dúvidas.
Veja como entrar em contato:

Órgão Função Como Entrar em Contato
JARI (Junta Administrativa de Recursos de Infrações) Primeira instância para recorrer da sua multa. Geralmente, o contato é feito por telefone ou diretamente no site da JARI do seu estado.
CETRAN (Conselho Estadual de Trânsito) Segunda instância para recorrer, caso seu recurso seja negado pela JARI. Você pode entrar em contato por telefone, email ou pelo site do CETRAN do seu estado.
DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) Responsável por emitir a notificação e aplicar a penalidade. Você pode entrar em contato por telefone, email ou pelo site do DETRAN do seu estado.

Lembre-se que cada órgão tem seu próprio procedimento e prazos. Por isso, é fundamental consultar os sites ou entrar em contato para confirmar as informações.

Próximos Passos Após a Decisão Final do Recurso

Após a análise do seu recurso pela JARI e, caso necessário, pelo CETRAN, você receberá a decisão final. Existem duas possibilidades:
Recurso Deferido: Parabéns! A sua multa foi anulada. Você não precisa fazer mais nada. Recurso Indeferido: Se o seu recurso for negado em todas as instâncias, você precisará pagar a multa. Fique atento ao prazo de pagamento para não ter problemas com o DETRAN.
Enfrentar uma multa por transitar em faixa exclusiva de ônibus pode ser desafiador. Saber como recorrer e entender os próximos passos pode te ajudar. As informações e dicas deste guia podem te ajudar nessa jornada. Lembre-se de sempre consultar as informações nos sites oficiais e buscar ajuda de um profissional especializado em direito de trânsito, se necessário.

Perguntas Frequentes

Onde consigo informações sobre a multa do Art. 184 I?

Essa multa é aplicada quando você dirige na faixa de ônibus! 🚌 Fique atento às placas!

A multa por andar na faixa de ônibus é grave?

Sim! Você sabia que essa infração é gravíssima? 😱 São 7 pontos na sua CNH e uma multa pesada.

Qual o valor da multa por transitar na faixa exclusiva de ônibus?

Prepare o bolso! 💸 A multa é de R$ 293,47.

Como recorrer multa Art. 184 I – Recurso de multa de trânsito por transitar na faixa ou via exclusiva para ônibus?

Calma, você pode recorrer! 🙋‍♂️ Junte provas e siga os passos corretos.

Posso recorrer da multa online?

Em muitos casos, sim! Consulte o site do órgão que aplicou a multa. 💻

Qual o prazo para recorrer da multa por dirigir na faixa de ônibus?

Você tem um tempinho para respirar. Geralmente, são 15 dias após receber a notificação. ⏳

Preciso de um advogado para recorrer da multa?

Não é obrigatório, mas um especialista pode te ajudar a construir um caso forte! 💪

Quais argumentos usar no recurso da multa?

Mostre que a sinalização era ruim, que você precisava desviar de algum obstáculo ou que não teve a intenção de dirigir na faixa de ônibus. 🤔

É possível ter a multa cancelada?

Com um bom recurso, suas chances aumentam! 🎉

Se eu não recorrer, o que acontece?

A multa será registrada no seu veículo e você terá que arcar com as penalidades. 😥

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CNPJ: 28.796.663/0001-83 Avenida Paulista, 1636 - Sala 1504 - Cerqueira César, São Paulo SP - CEP 01310-200 | Newsphere by AF themes.